sexta-feira, 14 de setembro de 2012

OS SETE MENSAGEIROS DAS SETE ERAS DA IGREJA

AP. 1:20 "O mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete castiçais de ouro. As sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete castiçais, que viste, são as sete igrejas."

Os Sete Mensageiros

" ...E Ele tinha à sua destra sete estrelas..."(Ap.1:16.) "... O mistério das setes estrelas são os anjos (mensageiros) das sete igrejas..." Esses mensageiros são os mensageiros para as sete sucessivas Era da igreja. Seus nomes não são mencionados, apenas são apresentados um para cada Era. Desde a Era de Éfeso a Laudicéia, cada mensageiro trouxe a mensagem da verdade para o povo, nunca falhando em mantê-la a Palavra de Deus para aquela particular era da igreja. Cada um agarrou-se a isso. Eles foram firmes em sua lealdade para com a luz original... E em agradecimento por Sua salvação, eles iluminaram com a luz de Sua vida e refletiram Seus amor, paciência, mansidão, temperança, benignidade, fidelidade. E Deus os apoiou com maravilhas, sinais e milagres. (Extraído do Livro das Sete Eras da Igreja- Disponível através da Gravações A Voz de Deus

Paulo
O Mensageiro (anjo) para a igreja de Éfeso foi o apóstolo Paulo... Embora a Pedro fora concedida a autoridade de abrir as portas aos gentios, foi dado a Paulo ser seu apóstolo e profeta. Ele foi o Profeta-Mensageiro para os gentios. Com isso concordaram os outros apóstolos em Jerusalém. Gál. 1:12-19: "POrque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo. Porque já ouviste qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava... Mas quando aprouve Deus que, desde o ventre da minha mãe me separou, e me chamou pela Sua graça, revelar Seu Filho em mim, para que O pregasse entre os gentios, não consultei a carne, nem o sangue, nem tornei a Jerusalém, a ter com os que antes de mim já eram apóstolos... subi por uma revelação e lhe expus o Evangelho, que prego entre os gentios...
Paulo Fundou a Igreja de Éfeso por volta da metade do primeiro século. Isto nos permite estabelecer a data do princípio da Era da igreja de Éfeso: cerca de 53 d.C.
Sua maneira de pregar estabeleu o padrão que todos os outros mensageiros deveriam aspirar, e realmente estabeleceu o padrão para cada verdadeiro ministro de Deus. O Ministério de Paulo teve uma qualidade tríplice como segue:
Primeiramente Paulo foi completamente fiel à Palavra...Gál. 1:8-9: " Mas, ainda que nós mesmo ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que eu já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebeste, sejá anátema.
Em segundo lugar, seu ministério foi no poder do Espírito, demonstrando assim a Palavra Falada e Escrita. I Co. 2:1-5: "E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras de sabedoria. Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e Este Crucificado. E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor. Minha palavra e a minha pregação, não consistiu em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e Poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no Poder de Deus."...
Em terceiro lugar, ele tinha o fruto evidente de seu ministério dado por Deus. II Co. 12:11: "Fui néscio em gloriar-me. Vós me constrangeste, porque eu devia ser louvado por vós, visto que em nada fui inferior aos mais excelentes apóstolos; ainda que nada sou."
Paulo tinha sido o meio de introduzir multidões de ovelhas gentias; ele as alimentou e cuidou delas, até que produzissem fruto justo e estivessem preparadas para encontrar o Senhor como uma parte da Noiva Gentia... porque o mensageiro para cada Era, independentemente de quando ele apareça ou se vá, é aquele que faz essa era fluir para Deus, por meio de um ministério manifestado da Palavra. Paulo foi esse homem...
(Extraído do Livro Uma Exposição das Sete Eras da Igreja- disponível através de Gravações A Voz de Deus.)
Irineu
... Assim, lendo a história podemos descobrir que o homem ou os homens nas várias eras foram os mais proxímos do padrão original de Deus, o apóstolo Paulo...
Irineu foi exaltado pelo Senhor a essa posição de Mensageiro. Foi discípulo daquele grande santo e guerreiro da fé, Policarpo. E não há dúvida de que assentava-se aos pés desse grande homem ele aprendeu as virtudes cristãs que fluiam de sua vida consagrada, pois Policarpo foi um dos santos verdadeiramente ilustres de todas as eras quando observado à luz de uma vida irrepreensível.
Como os grandes santos de todas as eras, e desejando uma melhor ressurreição ele permaneceu firme, recusando-se a negar o Senor, e morreu com uma consciência limpa. Ele foi posto junto ao poste (dessamarrado por seu próprio pedido) e o fogo foi aceso. O fogo desviava-se de Seu corpo recusando-se a tocá-lo. Ele foi então transpassado com uma espada. Quando isso foi feito, água jorrou do seu lado abafando as chamas. Seu espírito realmente foi visto partindo na forma de uma pomba branca liberada de seu peito.
Ele militou contra qualquer forma de organização. Alem disso a história de sua vida na qual ele serviu ao senhor, foi de muita manifestação no Espírito Santo; e a Palavra era ensinada com incomum clareza e conformidade com seus preceitos originais. sabe-se que suas igrejas na França tinham os dons do Espírito entre elas, pois os santos falavam em línguas, profetizavam, ressiscitavam os mortos, e curavam os doentes pela oração da fé. Ele viu o perigo de qualquer tipo de irmandade organizada entre os anciãos, pastores, etc.
Ele solidamente defendeu uma igreja local unificada, cheia do espírito manifestando os dons. E Deus o honrou pois o poder de Deus manifestava-se entre os santos
No vol. 1, pág. 412 dos Pais Anti- Nicenos temos esta declaração dele sobre a divindade. "Todas as outras expressões do mesmo modo, revelam o título de Um Único e mesmo Ser, O Senhor do Poder, O Senhor, O Pai de Todos, Deus Todo-Poderoso, Altíssimo Criador, Feitor, e outros semelhantes; estes não são nomes e títulos de uma sucessão de diferentes seres, mas de Um Único e mesmo Ser."
(Extraído do LIvro Uma Exposição das Sete Eras da Igreja-disponível através de Gravações A Voz de Deus)
Matin
... Usando nossa regra dada por Deus para escolher o mensageiro para cada era, istó é, nós escolhemos aquele cujo ministério se aproxime ao ministério do primeiro mensgeiro, Paulo, sem hesitação declaramos ser Martin o mensageiro para a era de Pérgamo. Martin nasceu na Hungria em 315. Entretanto toda a sua vida de trabalho foi na França, onde trabalhou em Tours e arredores como bispo. Ele morreu em 399.
Martin converteu-se a Cristo quando seguia carreira como soldado profissional. Foi quando ainda estava engajado nesta ocupação que ocorreu um milagre deveras extraordinário. A história registra que um mendigo jazia doente nas ruas da cidade para onde Martin foi designado. O frio do inverno era mais do que ele podia suportar porque estava pobremente vestido. Ninguém dava nenhuma atenção às suas necessidades até que Martin se aproximou. Vendo a situação difícil deste pobre homem, mas não tendo uma veste extra, tirou o seu manto externo e cortou-o em dois com sua espada, e envolveu o pano em torno do homem congelado. Ele cuidou dele o melhor que podia e continuo o seu caminho. Aquela noite o Senhor Jesus apareceu a ele numa visão. Ali estava Ele, como um mendigo, envolto na metade do manto de Martin. ele lhe falou e disse: "Martin, embora ele seja somente um catecúmeno vestiu-Me com esta veste". Daquele tempo em diante Martin procurou servir ao Senhor de todo o seu coração. Sua vida tornou-se uma série de milagres manifestando o poder de Deus.
...Tornou-se líder na igreja, ele tomou uma posição bem militante contra idolatria... Quando confrontado pelos pagãos por causa de suas obras, ele os desafiava da mesma forma que elias fez com os profetas de Baal. ele se ofereceu para ser amarrado do em uma árvore do lado inferior desta, de forma que quando fosse derrubada ela o esmagaria a menos que Deus interviesse e virasse a árvore ao contrário enquanto caísse. Os astutos pagão o amarraram em uma árvore que crescia na encosta de uma colina, seguro qeu a atração natural da gravidade faria a árvore cair para esmagá-lo. Assim que a árvore começou a cair Deus virou-a rapidamente colina acima, contrário a todas as leis naturais. Os pagãos que fugiam eram esmagados em quando a árvore caía sobre diversos deles.
... Ele sempre permaneceu um humilde servo de Deus. Uma noite quando ele estava se preparando para entrar ao púlpito, um mendigo chegou ao seu escritório e pediu alguma roupa. Martins encaminhou o mendigo ao seu diácono principal. O arrogante diácono orndenou-lhe que se retirasse. Por isso ele voltou a ver Martin. Martin levantou-se e deu ao mendigo sua própria túnica fina, e pediu ao diácono para lhe trazer outra que era de qualidade inferior. Aquela noite enquanto Martin pregava a Palavra, o rebanho de Deus viu um suave brilho de luz branca ao redor de sua pessoa.
Pelos sinais e prodígios, pelo poder do Espiríto, Martin foi verdadeiramente vindicado como mensageiro para essa era... ele próprio foi sempre fiel à Palavra de deus... Combateu a organização...Combateu o pecado nos lugares. altos. Ele defendeu a verdade com palavras e atos e viveu toda uma vida cristã.
 
(Extraído do LIvro Uma Exposição das Sete Eras da Igreja-disponível através de Gravações A Voz de Deus
Columba
Columba nasceu no condado de Donegal, Irlanda do Norte, da famíla real de Fergus. Ele tornou-se um brilhante e cosagrado erudito, memorizando a maior parte da escritura. Deus o chamou em voz audível para ser um missionário... seu ministério miraculo fez muitos historiadores aclamarem-no junto aos apóstolos.
Numa de suas jornadas missionárias, quando se aproximava de uma cidade murada, ele encontrou os portões fechados para ele. Ele alçou sua voz em oração para que Deus pudesse intervire permitisse que ele tivesse acesso às pessoas a fim de pregar. Porém, enquanto ele orava, os mágicos da corte começaram a perturbá-lo com altos ruídos. Ele então começou a cantar um Salmo. Enquanto cantava, Deus aumentou tanto o volume de sua voz que abafou os gritos dos pagãos. Repentinamente os portões abriram-se espontaneamente. Ele entrou e pregou o evangelho, ganhando muitos para o Senhor.
São Columba foi o fundador de uma grande escola Bíblica na ilha de Hy (enfrente à costa sudoeste da Escócia). ....A ilha era tão estéril e rochosa que não podia produzir suficiente alimento para todos eles. Porém Columba semeou a semente com uma mão enquando mantinha a outra levantada em oração. Hoje a ilha é uma das mais férteis do mundo.
(Extraído do LIvro Uma Exposição das Sete Eras da Igreja-disponível através de Gravações A Voz de Deus)
Lutero
O mensageiro dessa era é o mensageiro mais conhecido de todas as eras. Ele foi Martinho Lutero. Martinho Lutero foi um brilhante erudito de temperamento gentil. ele entrou para o convento agostiniano de Erfurt em 1505. Lá estudou filosofia e também a Palavra de Deus... mais tarde tornou-se um padre. Ele era solicitado como metre e pregador por seu profundo conhecimento e grande sinceridade.
Para cumprir um voto que fizera ele foi a Roma. Lá ele viu a furtilidade das obras impostas pela igreja como meio de trazer salvação, e a Palavra de Deus atingiu em cheio o seu coração: "O justo viverá da Fé". Em seu retorno ao lar a verdade evangélica dessa Escritura vinundou sua mente e ele foi liberto do pecado e nascido no Reino de Deus.
... Quando Leão X tornou-se papa, e João Tetzel veio vender indulgências pelo pecado, Lutero não teve escolha senão levantar-se contra este ensinamento antí-escriturístico. Primeiro, ele bradou no púlpito contra aquilo e depois escreveu suas famosas 95 teses as quais ele pregou na porta da Igreja do Castelo em 31 de outubro de 1517.
.... Ele traduziu o Novo Testamento eo deu ao povo. Esta árdua obra ele mesmo a fez, corrigindo uma passagem até mesmo vinte vezes.
Ele foi um poderoso pregador e mestre da Palavra, e insistiu, especialmente em seus primeiros anos de proeminência pública, que a Palavra era o Único critério. Deste modo, ele era contra as obras como um meio de salvação eo batismo como um meio de regeneração. Ele ensinava a mediação de Cristo independente do homem, como era o conceito original e pentecostal.
Está registrado, a respeito do Dr. Martinho Lutero, na História de Sauer, Vol. 3, página 406, que ele era "um profeta, evangelistas, falava em línguas, intérprete, em uma só pessoa, dotado de todos os nove dons."
O que comoveu seu coração pelo Espírito Santo, e que foi o pequeno broto verde que significava que a verdade estava voltando à Igreja como era conhecida no Pentecostes, foi a doutrina da justificação: salvação pela graça, independente das obras... Ele foi o quinto mensageiro e sua mensagem foi: "O JUSTO VIVERÁ DA FÉ".
....Martinho Lutero foi um Reformador, não um profeta... não há nenhum registro de qualificando Martinho como um verdadeiro Profeta de deus no grande sentido escriturístico dessa palavra.
 
(Extraído do LIvro Uma Exposição das Sete Eras da Igreja-disponível através de Gravações A Voz de Deus)
Wesley
... O mensageiro dessa era foi sem dúvida João Wesley. João Wesley nasceu em Epworth, aos 17 de junho de 1703 e foi um dos dezenove filhos nascidos de Samuel e Suzana Wesley. Seu pai foi capelão na igreja da Inglaterra; porém é mais do que provável que a conversão religiosa da mente de João foi mais baseada na vida exemplar de sua mãe do que na teologia de seu pai... Foi quando ele estava em Oxford que ele e Carlos tornaram-se parte de um grupo que era espiritualmente exercitado em adorar, com base em viver experimentalmente a verdade em lugar de fazer da doutrina o seu padrão. Eles redigiram um guia espiritual de obras, tais como dar aos pobres, visitar os enfermos e os presos. Por isso eles foram chamados de metodistas, e de outros títulos irrisórios.
... foi Pedro Boehler que lhe mostrou o caminho da salvação. Ele verdadeiramente nasceu de novo para consternação e evidente irritação de seu irmão Carlos, que não podia entender como um homem tão espiritual como João. pudesse dizer que anteriormente não estava certo com Deus...deposi disso, Carlos foi salvo pela graça.
Wesley então começou a pregar o evangelho naqueles púlpitos em Londres aos quais ele tinha acesso anteriormente; mas logo eles o expulsaram. Foi nessa ocasião que seu velho amigo, George Whitefielf, lhe foi últil pois mlhares estavam dando ouvidos à Palavra. Inicialmente Wesley duvidou que devesse pregar ao ar lvre ao invés de um edifício, porém quando viu as multidões e a operação do Evangelho no poder do Espírito ele voltou-se de tofo o coração a tal pregação.
Wesley era um homem extraordinariamente forte. Ele conta a respeito de si mesmo que não se lembrava de ter sentido desânimo nem se quer por um quarto de hora desde que nascera. Ele não dormia mais do que seis horas por dia; levantava-se a tempo de pregar às cinco praticamente a cada dia do seu ministério; pregava a até quatro vezes num único dia de modo que em um ano ele fazia, em média, mais de 800 sermões.
Wesley não era a favor de organização. Seus associados sim tinha uma "Sociedade Unida" que era "uma companhia de homens, tendo a aparência de piedade e buscando a eficacia dela, unidos a fim de orarem juntos, e receber a Palavra de exortação, e para cuidar um dos outros em amor, de forma de poderem ajudar uns aos outros a operar sua salvação."
João Wesley morreu com a idade de 88 anos tendo servido a Deus como oucos homens se atreveriam até mesmo pensar que pudessem.
(Extraído do LIvro Uma Exposição das Sete Eras da Igreja-disponível através de Gravações A Voz de Deus)
William Branham
... Agora a era em que estamos vivendo vai ser uma era muito curta. Os eventos vão tornar-se conhecidos muito rapidamente. Portanto o mensageiro para essa Era de Laodicéia tem de estar aqui agora, embora talvez não o conheçamos por enquanto...
Em primeiro lugar esse mensageiro vai ser um profeta. ele terá ofício de profeta. Ele terá o ministério profético. Este será baseado solidamente na Palavra porque quando ele profetiza ou tem uma visão, será sempre "orientado à Palavra" e SEMPRE acontecerá... A prova de que ele é um profeta encontra-se em Apoc. 10:7: "Mas nos dia da voz do sétimo anjo, quando tocar a sua trombeta, se cumprirá o segredo de Deus, como anunciou aos profetas, seus servos."
Não somente vemos que esse mensageiro viria aqui em Apoc. 10:7, mas encontramos que a Palavra fala de Elias vir antes que Jesus retorne. Em Mateus 17:10: "E os seus discípulos O interrogaram, dizendo: Por que dizem os escribas que é mister que Elias venha primeiro?" E Jesus disse: "Em verdade, Elias virá primeiro e restaurará todas as coisas." Antes da vinda do nosso Senhor, Elias deve voltar para uma obra de restauração na igreja. É isto que Mal. 4:5-6 diz: " Eis que eu vos envio o profeta Elias, antes que venha o dia grande e terrível do Senhor; e converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos aos seus pais; para que eu não venha e fira a terra como maldição."
Lucas 1:17: " E irá diante deles no Espírito e virtude de Elias, para converter o coração dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, como o fim de preparar ao Senhos um povo bem disposto." No ministério de João os corações dos pais foram convertidos aos filhos. Sabemos isso porque Jesus disse. Mas não disse que os corações dos filhos foram convertidos aos pais. Isto está ainda por acontecer. Os corações dos filhos dos últimos dias serão convertidos de volta aos pais pentecostais.
Visto que esse profeta mensageiro de Apoc. 10:7 será o mesmo de Mal. 4:5-6, ele naturalmente será como Elias e João. Ambos foram homens rejeitados pelas escolas religiosas reconhecidas de seus dias. Ambos foram homens do deserto, Ambos agiram somente quando tinham "o Assim diz o Senhor", diretamente de Deus por revelação. Ambos bradaram contra as ordens religiosas e os líderes de seus dias. mas isso não foi só assim, eles bradaram contra todos os que eram corruptos ou que corrompiam os outros. e note, ambos profetizaram muito contra mulheres imorais e seus modos. Elias clamou contra Jezabel, e João repreendeu Herodias, a mulher de felipe.
(Extraído do LIvro Uma Exposição das Sete Eras da Igreja-disponível através de Gravações A Voz de Deus)

2 comentários:

  1. PREZADO IRMÃOS DAVI, OQUE A BIBLIA DIZ A RESPEITO DE WILLIAM SOUTO SANTIAGO? TEM UM SENHOR AQUI QUE SEGUE ESTA SEITA PEDRA ANGULAR DIZEM QUE SÃO A SEQUENCIA DE W.M.B OQUE VOCE PENSA SOBRE ISSO? COMO DIZER A ESTE PESSOAL SOBRE OQUE ELES FALAM QUE W.B DEIXOU W.S COMO SUB SEQUENTE DO MESMO.

    ResponderExcluir
  2. As sete igrejas de Apocalipse já existiam na Ásia no tempo da perseguição do Império Romano. Por isso João escreveu a essas igrejas, para confortá-las. Essas igrejas não têm nada a ver com as dispensações da Igreja. Quando João escreveu às igrejas da Ásia, não falou nada a respeito dos sete ou oito mensageiros para cada uma delas. Muito menos disse que tais igrejas representavam sete Eras diferentes. Assim como havia um só revelador (Jesus), que deu a revelação completa para um só mensageiro (o anjo), que por sua vez testificou a um só profeta (João), há também uma só mensagem e revelação e não sete ou oito.

    Com isso, concluímos que os adeptos dos dois grupos (Tabernáculo da Fé e VPA) não conseguem discernir as verdadeiras igrejas das falsas, aquelas que não seguem o Novo Testamento. Esses dois grupos admitem uma corrupção geral da Igreja através das Eras e, por conta disso, se elegem restauradores da Igreja.

    ResponderExcluir